Ligue-se a nós

Sociedade

ACILIS defende alargamento do certificado digital covid-19 à restauração, comércio e serviços

As Associações presentes defenderam o encerramento de todo o comércio ao domingo, nomeadamente o das grandes superfícies comerciais.

Publicado

em

Por

Foto: Lino Ferreira, presidente da ACILIS, João Torres, Secretário de Estado do Comércio, João Vieira Lopes, presidente da CCP, Marta Lima Basto, subdiretora Geral da DGAE.

A ACILIS – Associação de Comércio, Indústria, Serviços e Turismo da Região de Leiria defendeu, esta terça-feira, que a apresentação do Certificado Digital da Covid 19 deverá ser alargado aos serviços de restauração, comércio e serviços como forma de aumentar a confiança.

No âmbito de uma reunião que decorreu no mesmo dia, em Leiria, entre a Secretaria de Estado do Comércio, Serviços e Defesa do Consumidor, a CCP – Confederação do Comércio e Serviços de Portugal e um conjunto de associações empresariais da região centro, a ACILIS apresentou diversas propostas.

A iniciativa, de acordo com a ACILIS, teve como objetivo o debate de questões relativas ao setor do comércio e serviços abertos ao consumidor, por forma a avaliar os impactos da pandemia, assim como a sua recuperação.

“Este diálogo de proximidade com o tecido associativo visou recolher ideias e contributos para a definição das linhas estratégicas de uma agenda para a competitividade do setor e para o correspondente alinhamento com oportunidades de financiamento, pelos fundos europeus, designadamente através do Programa de Recuperação e Resiliência (PRR) e do Portugal 2030”, refere a Associação.

Das ideias defendidas pela ACILIS estão o lançamento de um novo programa de apoio ao investimento para o setor do comércio (lembrando que, já há alguns anos que não existe qualquer sistema de incentivo dirigido à modernização comercial); a criação de um programa de transformação digital do comércio e serviços, constituído na sua maioria por micro, pequenas e médias empresas; novo programa de Urbanismo Comercial, que permita o apoio à revitalização de determinadas áreas de intervenção nas cidades, que conjuguem investimento municipal na valorização do espaço público e investimento privado na modernização dos estabelecimentos comerciais ou a criação de um programa de empreendedorismo baseado no conceito Comércio 4.0.

As Associações presentes defenderam também o encerramento de todo o comércio ao domingo, nomeadamente o das grandes superfícies comerciais e a criação de apoios para a revitalização das zonas históricas, conclui a ACILIS.

FARMÁCIAS DE SERVIÇO EM LEIRIA

POPULARES