Ligue-se a nós

Sociedade

Alunos da região de Leiria já começaram a ser testados à covid-19

Esta quinta e sexta-feira a testagem prossegue na Batalha, e na próxima semana abrangerá os alunos de Porto de Mós.

Publicado

em

Por

Lápis Escola
Foto: Escola / Pixabay

A Unidade de Saúde Pública do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Pinhal litoral começou na última terça-feira a testar ao vírus SARS-CoV-2 alunos de escolas da região de Leiria, disse à agência Lusa a delegada de saúde coordenadora.

“Dado o número elevado de turmas em isolamento que está a perturbar o funcionamento das escolas e com impacto na saúde, a Unidade de Saúde Pública do ACES, em articulação com o Departamento de Saúde Pública da Administração Regional de Saúde do Centro, delineou uma estratégia de rastreio alargado com testagem das crianças do pré-escolar até ao 2.º ciclo do ensino básico”, afirmou Odete Mendes.

Integram o ACES Pinhal Litoral os concelhos de Batalha, Leiria, Marinha Grande, Pombal e Porto de Mós.

Segundo a médica de saúde pública, “o número de crianças positivas [ao novo coronavírus que provoca a doença covid-19] em escolas tem vindo a aumentar e o grupo até aos 9 anos está em crescendo, grupo que não está vacinado de acordo com a idade”, notando que “uma criança positiva obriga ao isolamento profilático de toda a turma e, sendo menores de 12 anos, obriga a que pelo menos um adulto fique a cuidar da criança em isolamento”.

Odete Mendes referiu que “à data de hoje há dezenas de turmas em isolamento nos diferentes concelhos, número em permanente atualização”.

A testagem começou na terça-feira, numa escola do concelho de Leiria, prossegue na quinta e na sexta-feira na Batalha, e na próxima semana está para já previsto continuar no município de Porto de Mós.

“Trata-se de uma iniciativa da Unidade de Saúde Pública do ACES, com os testes rápidos a serem realizados pela Cruz Vermelha Portuguesa, com o apoio logístico das autarquias e dos agrupamentos de escolas”, precisou, destacando “a excelente articulação dos agrupamentos de escolas, suas direções e seus professores, com a Unidade de Saúde Pública, no sentido da partilha imediata de informação e no acompanhamento das situações”.

A delegada de saúde coordenadora da Unidade de Saúde Pública do ACES Pinhal Litoral adiantou que estas ações “estão sempre dependentes da evolução epidemiológica e em avaliação permanente”.

“As autoridades de saúde da Unidade de Saúde Pública estão atentas à evolução epidemiológica e preocupadas com a evolução dos números, avaliando, permanentemente, os dados, para definir estratégias de forma a intervir precocemente e a cortar as cadeias de transmissão”, declarou.

Odete Mendes apelou ainda à responsabilidade individual para combater a pandemia de covid-19.

“A pandemia só pode ser resolvida se cada um de nós fizer a nossa quota de responsabilidade”, passando por evitar “eventos de massa, encontros alargados de família, reduzir as atividades dos filhos ao que é estritamente necessário”, pois a facilidade de transmissão do novo coronavírus “é enorme”, alertou a médica.

Segundo Odete Mendes, “as escolas estão a cumprir o que se lhes pede para responder à saúde e aos seus alunos” e “espera-se que a comunidade também cumpra a sua parte, no sentido de responsabilidade individual e coletiva”.

Numa nota de imprensa, a Câmara da Batalha anunciou que mais de 700 crianças e jovens do concelho vão ser testados na quinta e sexta-feira.

“Esta medida surge devido à deteção de diversos casos positivos entre os alunos das escolas da região, pelo que se afigura da máxima importância proceder a esta operação de testagem, salvaguardando também a segurança das respetivas famílias podendo, inclusive, antecipar o surgimento de eventuais surtos”, explica a autarquia presidida por Raul Castro.

De acordo com o último boletim da Comissão Distrital de Proteção Civil de Leiria, nos cinco concelhos do Pinhal Litoral havia às 20:20 de terça-feira 1.687 casos ativos do novo coronavírus.

FARMÁCIAS DE SERVIÇO EM LEIRIA

POPULARES