Ligue-se a nós

Bem Estar

Aulas de Pilates podem ajudar a controlar a ansiedade

Durante as aulas caseiras, Ana Fernandes apela apenas “ao sentido de responsabilidade de quem as faz para que não se lesione.”

Publicado

em

Ana Fernandes Pilates
Foto: Facebook Corporalmente by Ana Fernandes

A professora de Pilates, Ana Fernandes, começou a disponibilizar as suas aulas através de vídeos, disponíveis nas redes sociais, e adequados a todos os praticantes.

Natural de Amor, e com o estúdio em Leiria fechado devido ao novo coronavírus, começou a criar vídeos para que os seus alunos continuassem as aulas.

“A ideia inicial era fazer vídeos com aulas apenas para partilhar com os meus alunos que já fazem aulas em grupo. Mas, entretanto, o jornal AmorMais, que é o jornal da minha freguesia, onde dou também duas aulas semanais, pediu-me para criar aulas para partilhar com a população através das redes sociais e eu acabei por aceitar”, conta ao Notícias de Leiria.

Fiz estes vídeos, inicialmente, para os meus alunos que já fazem aulas em grupo. Não queria partilhá-lo com mais ninguém por ser um vídeo caseiro, amador e de baixa qualidade e também pelo sentido de responsabilidade para com o exercício físico responsável e seguro. Mas, depois de um pedido para partilhar com a população da minha terra natal, pedido esse que não consegui recusar, acho que devo partilhar também aqui na página oficial do estúdio.É importante mantermo-nos ativos e saudáveis, mesmo ficando em casa mas, apelo à vossa responsabilidade ao fazer exercícios em casa. Numa aula presencial o professor vai corrigindo e dando opções específicas para cada pessoa. Ao fazerem exercícios em casa isso não acontece, por isso peço que o façam apenas se não tiverem lesões ou limitações que o impeçam. As lesões nunca são bem vindas mas, nesta altura, são mesmo de evitar.Alguma dúvida, podem sempre contactar-me por mensagem privada.Bons treinos e… fiquem em casa 😉#vaicorrertudobemPrimeira aula – Circuito

Pubblicato da Corporalmente by Ana Fernandes su Mercoledì 18 marzo 2020

“As aulas ficam disponíveis para serem partilhadas e cada aula pode ser feita várias vezes ao longo da semana”, acrescenta a professora de Pilates, de 38 anos.

Numa altura em que os apelos da Direção-Geral da Saúde (DGS) são para ficar em casa, a professora Ana Fernandes nota que é mais “difícil manter a motivação porque não temos a ajuda do professor e todo o envolvimento de uma aula em grupo”, contudo também é nesta altura que se torna “indispensável, porque ajuda no controle da ansiedade e estados depressivos (que podem aparecer ou serem agravados nestas situações)”.

Além disso, e já a pensar num regresso à normalidade, “mantendo a rotina habitual de exercícios, mantemos os músculos, as articulações e o sistema imunitário fortes e saudáveis para aguentar o momento que se vive. Além disso, facilita também o regresso à rotina quando tudo isto acabar”.

Quanto ao seu dia a dia em isolamento social confessa que não está a ser fácil. “Mudou radicalmente e ainda não estou a conseguir organizar o dia para chegar a todas as solicitações” diz ao nosso jornal.

E se parecia que ficar em casa um dia inteiro dava tempo para tudo, desengane-se. “Tenho a minha filha comigo e, entre ajudá-la nos trabalhos que vão sendo enviados pelo professor, fazer os vídeos, responder a mensagens, emails, organizar ideias que tinha antes e não tinha tempo para as pôr em prática, cozinhar, limpar… Não sobra tempo para mais nada”.

Como objetivo a curto prazo, Ana Fernandes aponta “fazer meditação, ler e parar um pouco para brincar mais com a minha filha”.

 

__________________

#leiriaficaemcasa

 

O Notícias de Leiria, aliado à campanha do Município #leiriaficaemcasa, pretende mostrar como os leirienses organizam o seu dia em casa e como fazem para vencer o isolamento. Se acha que a sua experiência pode ajudar outras pessoas, partilhe-a connosco para geral@noticiasdeleiria.pt.

FARMÁCIAS DE SERVIÇO EM LEIRIA

POPULARES