Ligue-se a nós

Sociedade

Batalha: Acordo tripartido permite construção de pavilhão na Torre

O programa de construção e dinamização do edifício será desenvolvido entre a Câmara Municipal da Batalha, a Junta de freguesia do Reguengo do Fetal e o Centro Recreativo e Desportivo da Torre (CRDT).

Publicado

em

Por

Pavilhão Tprre
Foto: Projeto “Pavilhão da Magueixa” / CRDT

A Assembleia Municipal da Batalha aprovou por unanimidade a definição do apoio financeiro para a construção do edifício de eventos desportivos e formação no lugar da Torre, em Reguengo do Fetal.

De acordo com uma nota da autarquia batalhense, o “Programa de construção e dinamização de edifício de eventos desportivos e formação no lugar da Torre”, que viabilizará a construção do “Pavilhão da Magueixa”, será desenvolvido entre a Câmara Municipal da Batalha, a Junta de freguesia do Reguengo do Fetal e o Centro Recreativo e Desportivo da Torre (CRDT).

Conforme consta do acordo de parceria, o Programa “assume-se como um projeto integrado de regeneração urbana e valorização desportiva e cultural, combinando os recursos existentes e promovidos pelo CRDT, com a opção de investimento municipal na expansão e inovação em serviços públicos orientados para a qualidade de vida (Saúde, Cultura, Educação, Desporto e Inclusão).

A obra segue em linha com a “Visão Estratégica para a Região Centro 2030” e de acordo com as prioridades de investimento previstas no Programa Operacional Regional do Centro – Centro 2020.

“Este acordo tripartido inédito no concelho da Batalha será uma oportunidade de realizar dois importantes objetivos de interesse público, por um lado, proceder à requalificação e melhoramento do espaço desportivo existente, que já possui algumas instalações, nomeadamente balneários, bancadas e campo de jogos, embora os registando níveis visíveis de degradação sendo necessário uma intervenção profunda”, realça a autarquia liderada por Paulo Batista Santos, recandidato à Câmara da Batalha nas próximas eleições autárquicas.

Prevê-se também a “concretização de uma intervenção de regeneração urbana da envolvente urbana onde se integra este espaço desportivo, numa área bem definida e central ao lugar da Torre.

Para o presidente da câmara, Paulo Batista Santos, o “acordo partiu da iniciativa da direção do Centro Recreativo e Desportivo da Torre, que mereceu o melhor acolhimento por parte dos órgãos municipais e que irá permitir requalificar um equipamento social e desportivo para o serviço da população e no acolhimento de eventos culturais diversos”.

FARMÁCIAS DE SERVIÇO EM LEIRIA

POPULARES