Ligue-se a nós

Sociedade

BE apresenta projeto de lei para a criação de rede pública de viveiros

O partido defende a importância de garantir a disponibilidade de plantas e sementes certificadas em número e em qualidade, a preços acessíveis, para uma transformação que não levará menos de uma década a ocorrer, se bem planeada e executada.

Publicado

em

Por

Pinhal de Leiria queimado
Foto: Pinhal de Leiria / NL

O Bloco de Esquerda (BE) apresentou um projeto de lei para a criação de uma rede pública de viveiros para a multiplicação de espécies autóctones, recuperação de áreas ardidas e transformação da paisagem, anunciou o partido em comunicado.

“A floresta representa o principal uso do solo em Portugal, representando, os espaços silvestres, cerca de 67% do território nacional”, no entanto, ressalva o partido, que apenas 46% dos espaços florestais possuem cadastro predial e 20% do território não possui dono ou este é desconhecido, segundo os dados de perfil florestal divulgados pelo ICNF em 2017.

Em Portugal, apenas 3% dos terrenos florestais são detidos por entidades públicas, 6% por comunidades locais (baldios) e 92% pertencem a várias centenas de milhares de proprietários privados, adianta o BE através de comunicado.

Entre os privados, 67% têm uma dimensão inferior a 5 hectares, totalizando 26% da área florestal, não fazendo qualquer investimento. Apenas metade destes obtém rendimento da floresta, embora de forma irregular. O pinheiro bravo é a espécie dominante entre os proprietários com menos de 5 hectares e o eucalipto entre os proprietários com 5 a 100 hectares (Estratégia Nacional para as Florestas de 2006).

Ora, salientam os bloquistas, após os grandes incêndios de 2017, onde arderam mais de meio milhão de hectares em território nacional, entre os quais, dezenas de milhares de hectares de propriedade e gestão pública, demonstrou-se a insuficiência dos viveiros do ICNF, que deveriam duplicar a sua capacidade produtiva apenas para responder às necessidades das matas nacionais ardidas.

Sendo necessária a promoção de políticas públicas para transformar a paisagem e recuperar áreas ardidas com maior incorporação de plantas autóctones, importa garantir a disponibilidade de plantas e sementes certificadas em número e em qualidade, a preços acessíveis, para uma transformação que não levará menos de uma década a ocorrer, se bem planeada e executada, defende o partido.

Assim, o Bloco de Esquerda considera que o “Governo deve garantir o necessário investimento público para impulsionar a capacidade de produção de sementes e plantas autóctones, garantindo desta forma o seu fácil acesso aos proprietários florestais que pretendam recuperar áreas ardidas ou rearborizar áreas que atualmente estejam ocupadas com eucaliptos e outras plantas invasoras ou com comportamentos invasores”.

Todos os apoios públicos destinados à diversificação florestal e à transformação da paisagem devem estar condicionados ao uso de sementes e plantas autóctones certificadas e produzidas pelos viveiros do ICNF, sempre que o ICNF tenha capacidade de fornecimento em tempo útil.

Assim, nos termos constitucionais e regimentais aplicáveis, as Deputadas e os Deputados do Bloco de Esquerda, apresentam o seguinte Projeto de Lei:

Artigo 1.º

Objeto

A presente Lei determina a requalificação e reforço dos viveiros do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), garantindo uma rede de viveiros públicos com cobertura nacional para multiplicação de espécies florestais autóctones certificadas, destinadas à rearborização de áreas ardidas ou de elevado risco de incêndio e à substituição de áreas ocupadas por povoamentos constituídos por espécies de Eucalyptus spp. e outras espécies invasoras ou com comportamentos invasores, promovendo desta forma a transformação da paisagem e a resiliência do território aos incêndios e às alterações climáticas.

Artigo 2.º

Identificação e quantificação de necessidades

No prazo de seis meses após a publicação da presente Lei, o Governo garante a elaboração de um estudo que identifique e quantifique as seguintes previsões:

As necessidades anuais de sementes e plantas autóctones em território nacional até 2030 de forma a garantir a rearborização de áreas ardidas ou de elevado risco de incêndio e a necessária transformação da paisagem com substituição de espécies de Eucalyptus spp. e outras espécies invasoras ou com comportamentos invasores por espécies autóctones;

Mapeamento das necessidades de sementes e plantas autóctones até 2030 por região;

Criação de indicadores objetivos e mensuráveis que permitam avaliar, anualmente, a evolução das necessidades de sementes e plantas autóctones até 2030;

As necessidades de requalificação e ampliação da capacidade produtiva de sementes e plantas autóctones certificadas do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), de forma a suprir as necessidades identificadas nas alíneas anteriores.

Artigo 3.º

Requalificação de viveiros e ampliação da capacidade produtiva do ICNF

No prazo de um ano após a publicação do presente diploma, o Governo deve publicar a calendarização dos investimentos necessários de forma a dotar o ICNF de capacidade produtiva de sementes e plantas autóctones certificadas para responder às necessidades identificadas pelo estudo referido no Artigo 2.º, nomeadamente no que diz respeito a instalações, equipamentos e meios humanos.

Artigo 4.º

Acessibilidade

1 – Todos os investimentos públicos destinados à arborização e rearborização de áreas florestais com recurso a espécies autóctones estão obrigados a recorrer preferencialmente às plantas e sementes produzidas pelos viveiros do ICNF sempre que o mesmo as consiga disponibilizar em tempo útil.

2 – A atribuição de apoios públicos a beneficiários privados destinados à arborização ou rearborização de áreas florestais com recurso a espécies autóctones está condicionada à utilização de plantas e sementes certificadas e produzidas pelo ICNF sempre que o mesmo as consiga disponibilizar em tempo útil.

3 – O ICNF deve garantir o fornecimento das plantas referidas nos números anteriores a preços controlados e acessíveis, como forma de incentivar a plantação de espécies autóctones.

 

Artigo 5º

Entrada em vigor

O presente diploma entra em vigor no dia seguinte ao da sua publicação.

Autárquicas 2021há 1 hora

“Voto é vacina da democracia” – Gonçalo Lopes

Sol Mulher
Sociedadehá 4 horas

Caldas da Rainha também se vai manifestar pelo clima

Batalha
Sociedadehá 10 horas

PSD Batalha questiona origem do dinheiro da campanha de Raul Castro

Foto: Polícia
Sociedadehá 1 dia

Detidos os restantes autores do rapto de uma criança sujeita a tentativa de abuso sexual

Autárquicas 2021há 1 dia

Sérgio Silva acusa Câmara de Leiria de ser conivente com poluição

Chuva
Sociedadehá 1 dia

Chuva e trovoada deixam Leiria em alerta amarelo na quinta-feira

Autárquicas 2021há 2 dias

PAN defende hospital veterinário municipal a preços acessíveis

Autárquicas 2021há 2 dias

Chega quer construir estação de armazenamento de efluentes suinícolas com urgência em Leiria

Filme The Card Counter
Cinemahá 2 dias

Redenção e Vingança – The Card Counter

Autárquicas 2021há 3 dias

Gonçalo Lopes quer cultura como fator de desenvolvimento em Leiria no pós-pandemia

Mural das Reclamaçõeshá 3 dias

Bebedouro a verter água no Skatepark em Leiria

Vista para o Castelo de Leiria
Sociedadehá 3 dias

Castelo de Leiria vai ficar iluminado de vermelho

Teatro José Lúcio da Silva interior
Culturahá 3 dias

Salas de espetáculos de Leiria aderem ao IVAucher

Autárquicas 2021há 3 dias

Candidato da CDU critica gestão municipal “autocrática e absolutista” de Leiria

Autárquicas 2021há 3 dias

Bloco de Esquerda promete “oferecer um futuro mais sustentável para todos” em Leiria

Sociedadehá 3 dias

PSP detém homem e mulher por tentativa de furto de catalisador

Desportohá 3 dias

“Jogo do Pau” quer chegar a Leiria

Desportohá 5 dias

Ciclista João Almeida vence Volta ao Luxemburgo

Autárquicas 2021há 5 dias

Álvaro Madureira promete criar creches e apoiar jovens casais

Maca Covid-19
Sociedadehá 5 dias

Centro Hospitalar de Leiria vai pagar acima do mercado a médicos generalistas

Bem Estarhá 2 meses

O Lidl mais bonito do mundo fica no distrito de Leiria

Bola Futebol Estádio
Sociedadehá 3 meses

Jovem de 12 anos morre em jogo de futebol vítima de paragem cardiorrespiratória em Leiria

Criança mão
Sociedadehá 1 ano

Menina de dois anos e meio infetada com Covid-19 em Leiria

Rei dos Frangos Take-Away
Sociedadehá 3 meses

Churrasqueira de Leiria esclarece que não é “esse Rei dos Frangos” e nem percebe de ações”

Colégio Infantil Cubo Mágico Leiria
Sociedadehá 2 anos

Creche em Leiria perde bebés durante passeio em pinhal

BMW
Sociedadehá 6 meses

GNR nega que tenha um BMW M3 descaracterizado para patrulhar Leiria

Autárquicas 2021há 3 meses

Chega candidata Sara Santos à Câmara da Batalha para “pôr fim aos obstáculos”

Lar Residência Quinta Santo António
Sociedadehá 1 ano

Residências Quinta Santo António inauguram em julho com quartos a partir de 1500 euros

Av. Heróis de Angola, Leiria
Sociedadehá 2 meses

Nove concelhos do distrito de Leiria com limitação de circulação a partir das 23h00

Praia Fluvial Agroal
Sociedadehá 1 ano

Praia Fluvial do Agroal reabre dia 1 de julho com lotação máxima de 200 pessoas

Dialectos-Manjedoura-D-Dinis
Bem Estarhá 2 anos

Escola de Leiria adapta vídeo “Dialectos de Manjedoura” para Língua Gestual

Filme Druk
Cinemahá 9 meses

Druk – Another Round – A medida ideal

Praia Nazaré Covid-19
Sociedadehá 5 meses

Através do telemóvel vai conseguir reservar um lugar na praia

Buscas S. Pedro Moel
Sociedadehá 2 anos

Encontrado corpo de pescador desaparecido em São Pedro de Moel

Violência Doméstica Mulher
Sociedadehá 11 meses

Homem de 41 anos detido por violência doméstica em Leiria

Plantar
Sociedadehá 6 meses

Quer plantar uma árvore no seu jardim? O Município de Leiria oferece

Praia Vale Furado
Sociedadehá 1 ano

Vale Furado: O sossego fica a dez quilómetros da Nazaré

Knives Out Movie Daniel Craig
Cinemahá 2 anos

Quem matou Harlan Thrombey? – Knives Out

Farmácia
Sociedadehá 2 meses

Concelho de Leiria já tem farmácias com testes covid-19 gratuitos

Filme
Cinemahá 4 meses

Vingança em ação – Um Homem Furioso

POPULARES