Bombeiros Voluntários de Pedrógão Grande classificam de “machadada” pedido de condenação de Comandante

O Ministério Público defendeu a condenação a prisão efetiva, superior a cinco anos, do comandante dos Bombeiros Voluntários de Pedrógão Grande, Augusto Arnaut, no processo sobre os incêndios de junho de 2017.