Ligue-se a nós

Sociedade

Câmara de Leiria adota medidas para responder à crise económica

Uma das ações passa por ajustes na iluminação pública, de modo a gerar poupança.

Publicado

em

Por

jardim almuinha grande leiria
Foto: Jardim da Almuinha Grande, em Leiria / NL

Tempo estimado de leitura: 2 minutos

A Câmara Municipal de Leiria vai acionar medidas para controlar e reduzir a despesa corrente, em resposta à atual conjuntura económica marcada por uma escalada de preços, designadamente da energia e matérias-primas.

Segundo a Câmara Municipal de Leiria, as medidas de contenção são “transversais à atividade do município, abrangendo áreas tão importantes como a energia, gestão de resíduos, vigilância e segurança, transportes, consumo de água, combustíveis, locação de máquinas, conservação de espaços verdes, manutenção de edifícios municipais, consumíveis ou recursos humanos”.

Uma das ações passa por ajustes na iluminação pública, de modo a gerar poupança, sem comprometer a segurança pública, passando a ser ligada 20 minutos após o pôr-do-sol e desligada 60 minutos antes da aurora.

Vão ser também desligadas luminárias fora dos aglomerados urbanos, devendo ainda ser efetuada uma redução das luminárias de sódio, mantendo-se ligadas as luminárias LED, por denotarem já uma elevada poupança energética.

A autarquia vai, ao mesmo tempo, intensificar o investimento na transição para a tecnologia LED, com a substituição de luminárias.

A Câmara vai também implementar medidas para “pôr um travão na despesa corrente”.

Nesse sentido, vai ser elaborada uma ordem de serviço estabelecendo diversas medidas e recomendações para controlo de gastos, nomeadamente a “gestão mais eficaz e rigorosa dos contratos de fornecimento continuado e uma redução de 10% no investimento nos eventos, face à última edição realizada sem restrições”, refere a autarquia numa nota de imprensa enviada hoje à agência Lusa.

“No que diz respeito a apoios, nomeadamente transferências para instituições sem fins lucrativos, estabelece-se, regra geral, a manutenção dos montantes comprometidos em relação ao ano 2021”, acrescenta.

Para o presidente da Câmara Municipal de Leiria, Gonçalo Lopes, estas medidas são “essenciais para garantir que o município continue a apresentar equilíbrio financeiro e contas certas, fundamentais para o desenvolvimento de projetos estruturais para o futuro e para garantir apoio aos setores da sociedade que têm sido mais atingidos nos últimos anos, primeiro com a pandemia e agora pela crise económica”, conclui.

FARMÁCIAS DE SERVIÇO EM LEIRIA

POPULARES