Ligue-se a nós

Sociedade

Candidato João Ferreira compreende medidas mas pede reforço na proteção dos trabalhadores

A sessão pública realizada na Marinha Grande contou com a presença de Jerónimo de Sousa, secretário-geral do PCP e de Isabel Camarinha, líder da CGTP.

Publicado

em

Por

Candidato João Ferreira
Foto: Candidato à Presidência da República João Ferreira / Facebook João Ferreira 2021

O candidato presidencial João Ferreira disse esta segunda-feira compreender o reforço de medidas anunciado pelo Governo para conter a pandemia, mas defendeu a necessidade de aumentar a proteção nos locais de trabalho, habitações, equipamentos e serviços públicos e lares.

“As medidas que foram agora anunciadas são medidas que compreendo em face do que são informações que o Governo terá, de que eu não disponho, cuja necessidade compreendo”, afirmou aos jornalistas à margem de uma sessão pública na Marinha Grande.

No entanto, o candidato comunista considera que continua a ser necessário “um reforço de medidas de emergência no que toca à proteção de locais de trabalho, onde os trabalhadores não pararam, no que toca à proteção mesmo de habitações, onde isso seja necessário, equipamentos de uso coletivo, lares e serviços públicos”.

João Ferreira falava aos jornalistas após a sessão “18 de janeiro – Património de luta, horizonte de esperança”, que assinalou uma revolta operária ocorrida há 87 anos, em 18 de janeiro de 1934, culminando numa greve geral em várias locais do país, como a Marinha Grande, Silves, Barreiro e Almada.

Questionado sobre a possibilidade de alterar as ações de campanha que estão previstas face à evolução da pandemia de covid-19, João Ferreira lembrou que a “esmagadora maioria” das ações previstas já tinham sido adaptadas às circunstâncias, frisando que a avaliação será feita dia a dia.

O candidato presidencial apoiado pelo PCP e pelo PEV seguiu depois para uma ação com empresários da restauração na Nazaré, também no distrito de Leiria.

FARMÁCIAS DE SERVIÇO EM LEIRIA

POPULARES