Ligue-se a nós

Sociedade

Clima incerto e vespa asiática ameaçam produção de mel na região Centro

Na região demarcada do mel com denominação de origem protegida (DOP) Serra da Lousã, gerida pela Lousãmel, as manchas de urze têm diminuído por causa dos fogos e da propagação das espécies invasoras.

Publicado

em

Por

Foto: Abelha em favo de mel / Pixabay

A instabilidade climática é uma das causas da baixa produção de mel dos últimos anos, no Centro de Portugal, podendo os novos projetos evitar o futuro amargo traçado para esta atividade por alguns apicultores.

Ao clima irregular, que não atinge por igual todos os municípios da região, juntam-se a proliferação da vespa velutina, predadora de abelhas e outros insetos, os custos de produção e o impacto dos incêndios no coberto vegetal, entre outros fatores.

“Se o Estado não tomar medidas de apoio direto à produção, por colmeia, a apicultura entra em declínio”, alerta a diretora executiva da Lousãmel – Cooperativa Agrícola dos Apicultores da Lousã e Concelhos Limítrofes, Ana Paula Sançana.

Devido aos ataques da também designada vespa asiática, que vieram somar-se à infestação das colmeias pela varroa, um ácaro que dizima as colónias de abelhas, “são agora muitos os encargos”, afirma à agência Lusa.

“O maneio precisa cada vez de mais cuidados, para não perdermos os efetivos”, adianta Ana Paula Sançana, ao enfatizar que a velutina “traz muitos problemas”.

Idêntica opinião tem Tiago Valdeira João, que possui 300 colmeias na Sertã, distrito de Castelo Branco.

“A apicultura é dos negócios mais instáveis que existem. Muitos fatores podem influenciar a abelha e o próprio clima não é certo”, refere.

Tiago João, de 28 anos, iniciou em 2018 um projeto, financiado pelo Programa de Desenvolvimento Rural (PDR), que deveria terminar em 2023, mas que foi prolongado até 2024, na sequência da pandemia da covid-19.

O apicultor reconhece que “as dificuldades surgem sempre”, mas recusa uma visão pessimista do seu trabalho.

“Este ano, já tive alguma quantidade de mel”, após três anos a apostar no “desdobramento dos enxames” tendo em vista cumprir a meta das 300 colmeias, que estão distribuídas por nove apiários, entre Sertã e Proença-a-Nova.

Na região demarcada do mel com denominação de origem protegida (DOP) Serra da Lousã, gerida pela Lousãmel, no distrito de Coimbra, as manchas de urze, cuja flor determina as características deste produto natural, têm diminuído por causa dos fogos e da propagação das espécies invasoras.

“A qualidade do mel DOP não está em causa. O problema é a quantidade”, assegura Ana Paula Sançana, segundo a qual “há apicultores desmotivados com o aumento dos encargos fixos e que acabam por sair do processo de certificação”.

O presidente da Lousãmel, António Carvalho, confirma o atual panorama do mel DOP Serra da Lousã.

“Desde os incêndios de 2017, tem sido uma desgraça, com quantidades muito pequenas para a procura que temos. Este ano foi ainda pior do que 2020”, lamenta.

Para António Carvalho, tal tendência “tem a ver igualmente com as alterações climáticas e com a grande concentração de colmeias” na Serra da Lousã.

O dirigente, todavia, deposita “esperança nalguns jovens apicultores que têm aparecido e com mais entusiasmo”.

“Não temos tido anos favoráveis. Antes, o clima era muito mais regular”, sublinha à Lusa, por sua vez, Luís Estêvão, presidente da Pampimel – Cooperativa de Apicultores e Produtores de Medronho de Pampilhosa da Serra.

As áreas de urze “têm vindo a diminuir” neste concelho montanhoso do interior, onde predominam os apiários familiares.

“Os grandes produtores vão adaptar-se. Os pequenos pagam para produzir mel, não fazem contas, enquanto os médios terão muitas dificuldades em sobreviver”, prevê Luís Estêvão.

No concelho da Figueira da Foz, António Graça, de 70 anos, que trabalhava na construção civil, dedica-se à apicultura a tempo inteiro desde a última década.

“Mas estou a desistir um bocado disto e já abandonei cinco colmeais”, revela à Lusa.

De ano para ano, António Graça tem registado “um decréscimo substancial” da colheita de mel e associa as maiores perdas à ação nefasta da vespa asiática.

Em Pinhel, Pedro Fernandes, de 36 anos, prossegue uma atividade familiar que já vinha do avô. “Não adianta nada ser pessimista quanto ao futuro”, defende.

A empresa, que também se dedica ao turismo rural, possui mil colmeias nos concelhos de Pinhel e Trancoso, distrito da Guarda, e Penedono, distrito de Viseu.

A velutina interfere “muito pouco” nas quantidades de mel obtidas na zona, diz.

“Esta atividade não é linear”, aceita, para admitir que, na Beira Alta, o principal inimigo dos apiários “tem sido a instabilidade climática”.

Análises Hospital de Leiria
Sociedadehá 14 horas

Fechado surto de covid-19 no hospital de Leiria que infetou 27 doentes

Estante com livros
Agendahá 1 dia

Café Central recebe Feira do Livro solidária a favor da Associação Desprotegidos

Hospital internamento
Sociedadehá 1 dia

Hospital de Leiria mantém área dedicada a doentes com suspeita de infeção respiratória

Carnaval Nazaré 2020
Sociedadehá 2 dias

Carnaval da Nazaré cancelado

Hospital Saúde
Sociedadehá 2 dias

Hospitais do Médio Tejo abrem laboratórios à população para realização de testes covid-19

Sociedadehá 2 dias

Distrito de Leiria ultrapassa dois mil casos ativos de covid-19

Sociedadehá 2 dias

Infrassons das eólicas podem afetar saúde num raio de 15 quilómetros – estudo

Laboratório investigação
Sociedadehá 2 dias

Escola Superior de Saúde de Leiria inaugura laboratório de investigação e formação

Sociedadehá 3 dias

Concluída a reabilitação dos molhes da foz do Rio Lis

Interior do Castelo de Leiria
Culturahá 3 dias

Saiba quais as datas em que pode visitar gratuitamente espaços culturais da região

Doar Sangue
Sociedadehá 3 dias

Associação de Dadores de Pombal organiza duas colheitas de sangue

Sociedadehá 3 dias

Morreu o leiriense Almerindo Marques

Câmara de Leiria Estátua D. Afonso III
Sociedadehá 4 dias

Município de Leiria mantém taxas de derrama, IMI e IRS para 2022

Sociedadehá 4 dias

Associação InPulsar de Leiria apoia jovens refugiados não acompanhados

Câmara Municipal de Leiria
Sociedadehá 4 dias

Município de Leiria aprova orçamento de 93,1 milhões de euros

Cinemahá 5 dias

Encontrar a luz na escuridão – Noche de Fuego

Agendahá 5 dias

Natal Encantado chega a Porto de Mós na sexta-feira

Taxi Centro Hospitalar de Leiria
Sociedadehá 5 dias

Centro Hospitalar de Leiria cria Serviço de Psicologia Clínica

Culturahá 5 dias

Há 12 municípios portugueses que querem ser Capital Europeia da Cultura em 2027

Sociedadehá 5 dias

Juventude Socialista de Leiria liderada pela primeira vez por uma mulher

Bem Estarhá 5 meses

O Lidl mais bonito do mundo fica no distrito de Leiria

Bola Futebol Estádio
Sociedadehá 5 meses

Jovem de 12 anos morre em jogo de futebol vítima de paragem cardiorrespiratória em Leiria

Agendahá 4 semanas

Exposição de 30 dinossauros chega a Leiria

Criança mão
Sociedadehá 2 anos

Menina de dois anos e meio infetada com Covid-19 em Leiria

Colégio Infantil Cubo Mágico Leiria
Sociedadehá 2 anos

Creche em Leiria perde bebés durante passeio em pinhal

Rei dos Frangos Take-Away
Sociedadehá 5 meses

Churrasqueira de Leiria esclarece que não é “esse Rei dos Frangos” e nem percebe de ações”

Autárquicas 2021há 5 meses

Chega candidata Sara Santos à Câmara da Batalha para “pôr fim aos obstáculos”

Lar Residência Quinta Santo António
Sociedadehá 2 anos

Residências Quinta Santo António inauguram em julho com quartos a partir de 1500 euros

Filme
Cinemahá 6 meses

Vingança em ação – Um Homem Furioso

BMW
Sociedadehá 8 meses

GNR nega que tenha um BMW M3 descaracterizado para patrulhar Leiria

Praia Fluvial Agroal
Sociedadehá 2 anos

Praia Fluvial do Agroal reabre dia 1 de julho com lotação máxima de 200 pessoas

Av. Heróis de Angola, Leiria
Sociedadehá 5 meses

Nove concelhos do distrito de Leiria com limitação de circulação a partir das 23h00

Farmácia
Sociedadehá 5 meses

Concelho de Leiria já tem farmácias com testes covid-19 gratuitos

Sociedadehá 5 meses

Está a nascer a Rota da Ribeira das Carpalhosas, um percurso pedestre e ciclável de 15 km

Dialectos-Manjedoura-D-Dinis
Bem Estarhá 2 anos

Escola de Leiria adapta vídeo “Dialectos de Manjedoura” para Língua Gestual

Praia Vale Furado
Sociedadehá 1 ano

Vale Furado: O sossego fica a dez quilómetros da Nazaré

Knives Out Movie Daniel Craig
Cinemahá 2 anos

Quem matou Harlan Thrombey? – Knives Out

Praia Nazaré Covid-19
Sociedadehá 7 meses

Através do telemóvel vai conseguir reservar um lugar na praia

Filme Druk
Cinemahá 11 meses

Druk – Another Round – A medida ideal

Plantar
Sociedadehá 8 meses

Quer plantar uma árvore no seu jardim? O Município de Leiria oferece

POPULARES