Sociedade

Hospital de Leiria vai agir judicialmente contra cidadão que partilhou vídeo negando pandemia

Têm sido difundidos, nos últimos dias, vídeos que exibem “um conjunto de falsidades que os chamados ‘negacionistas’ têm aproveitado para propagar as suas teorias”, refere o hospital leiriense.

Publicado

em

Por

Foto: Centro Hospitalar de Leiria / DR

O Centro Hospitalar de Leiria (CHL) anunciou esta sexta-feira a intenção de agir na justiça contra o cidadão que partilhou um vídeo sobre a afluência às urgências, negando a sobrelotação do hospital.

PUB

Em comunicado, o CHL faz saber que “não pode permitir que estas alegações falsas campeiem pelas redes sociais, ofendendo os profissionais de saúde e a memória das vítimas desta terrível pandemia”.

Intitulado “O CHL, o negacionismo e as redes sociais”, o comunicado do hospital explica que têm sido difundidos, nos últimos dias, vídeos que exibem “um conjunto de falsidades que os chamados ‘negacionistas’ têm aproveitado para propagar as suas teorias”.

O vídeo até já foi desmontado pelo programa Polígrafo, da SIC, mas o seu autor reincidiu com um novo vídeo, refere o Centro Hospitalar.

PUB

Quanto ao vídeo em questão, o Hospital refere que o cidadão já foi identificado, que as zonas filmadas limitam-se a mostrar salas de espera e as salas de admissão, à meia-noite, uma das horas de menor afluência, “sendo normal que as salas de espera estejam vazias, pois nesta fase não são permitidos acompanhantes nem visitas”, justifica o Hospital de Leiria.

“Ou seja, o autor do vídeo apresenta imagens aparentemente reais, mas descontextualizadas e enquadradas de forma absolutamente capciosa e incorreta”, com o objetivo de desinformar e confundir.

Numa pesquisa pelo Facebook, o Notícias de Leiria encontrou o vídeo denominado “‘Caos’ no Hospital de Leiria, em tempo de pandemia.” na página “A Outra Verdade”, publicado a 10 de janeiro. A rede social permite denunciar o vídeo, devido à divulgação de “Informações Falsas”.

De acordo com o hospital, desde que o serviço de ADR-SU (Área Dedicada para doentes com suspeita de infeção Respiratória nos Serviços de Urgência) abriu, às 8h00 do dia 3 de janeiro de 2021, até ao dia 25 de janeiro, às 23h59, foram atendidos 1.849 doentes.

PUB

No mesmo período foram atendidos 3.658 utentes no Serviço de Urgência Geral (não COVID), ou seja, uma média diária de 80 doentes na ADR-SU e 159 doentes no SUG, numa média de 239 doentes por dia, cerca de 10 doentes por hora, conclui o CHL.

PUB
Click to comment

POPULARES