Ligue-se a nós

Sociedade

Investigador Nuno Vasco Rodrigues premiado pela Ocean Geographic Society

As distinções foram divulgadas no Dia Mundial dos Oceanos, que se celebrou a 8 de junho, anunciou o Instituto Politécnico de Leiria.

Publicado

em

Por

Categoria de Fotojornalismo, Nuno Rodrigues.
Foto: “Azorean Blues” descreve um projeto piloto de investigação sobre os movimentos de tubarões-azuis nos Açores

O investigador do Mare-Politécnico de Leiria Nuno Vasco Rodrigues foi premiado pela Ocean Geographic Society nas categorias de Fotógrafo de Conservação e Fotojornalismo, de acordo com uma nota do Politécnico de Leiria.

O biólogo marinho e fotógrafo de conservação Nuno Vasco Rodrigues conquistou o primeiro lugar na categoria de Fotógrafo de Conservação do ano e obteve a segunda posição na categoria de Fotojornalismo do ano, na competição de fotografia sobre o Oceano, promovida anualmente pela Ocean Geographic Society.

As distinções foram divulgadas no Dia Mundial dos Oceanos, que se celebra a 8 de junho, anunciou o Instituto Politécnico de Leiria.

Nuno Vasco Rodrigues é também investigador do Mare-Politécnico de Leiria e coordenador de Cogestão da Reserva Natural das Berlengas, e antigo estudante de Biologia Marinha e Biotecnologia na Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar (ESTM), em Peniche.

A fotografia que deu o primeiro lugar do pódio ao fotógrafo de conservação português foi escolhida por Sylvia Earle, exploradora residente da National Geographic, que realçou que a imagem premiada é um «motivo de esperança, que atinge em cheio o coração».

Foto: “All hands on deck” foi tirada na ilha do Pico e ilustra investigadores da Universidade dos Açores a recolher lixo marinho Foto: “All hands on deck” foi tirada na ilha do Pico e ilustra investigadores da Universidade dos Açores a recolher lixo marinho

“All hands on deck” é o nome da fotografia, feita a sul da ilha do Pico e que ilustra investigadores da Universidade dos Açores numa recolha de lixo marinho na superfície do mar. Nuno Rodrigues utilizou o “split-shot”, uma técnica que abrange uma parte subaquática e outra parte emersa.

Na categoria de Fotojornalismo do ano, Nuno Rodrigues concorreu com uma história denominada “Azorean Blues”, que descreve um projeto piloto de investigação sobre os movimentos de tubarões-azuis em águas açorianas, desenvolvido por investigadores da universidade local.

“Espero que estas distinções tragam visibilidade às imagens e contribuam para ajudar na mudança de comportamentos necessária para um futuro mais risonho do nosso planeta azul”, considera Nuno Rodrigues, citado pelo IPL.

FARMÁCIAS DE SERVIÇO EM LEIRIA

POPULARES