Ligue-se a nós

Sociedade

Livraria Verdade e Vida vai encerrar depois de 57 anos de atividade

“Porém, a maior das crises ainda está em processo: a acelerada evolução da tecnologia na área do digital”, justifica a Verdade e Vida, localizada em Fátima.

Publicado

em

Livraria Verdade e Vida
Foto: Facebook Livraria Verdade e Vida

A Livraria Verdade e Vida, a funcionar em Fátima desde 1963, vai encerrar em finais de agosto devido a dificuldades financeiras.

Ao Notícias de Leiria, o frei José Carlos Almeida, mandatado para o encerramento do espaço, justifica a “pesada decisão” com a “crise vivida no mundo dos livros” há vários anos e não como consequência direta da pandemia da covid-19.

“Porém, a maior das crises ainda está em processo: a acelerada evolução da tecnologia na área do digital. De repente é mais rápido, mais barato e mais atrativo comprar livros diretamente às editoras ou fornecedores, perdendo-se assim a cultura da frequência de livrarias”, lê-se na página oficial de Facebook da Livraria.

Fonte de conhecimento da teologia cristã, “foi o alimento cultural do país, do ponto de vista católico e o polo da renovação teológica em Portugal”, disse ao 7MARGENS o frei Bento Domingues, que acompanhou os primeiros anos da livraria de forma mais intensa.

As contas à sustentabilidade financeira do espaço, propriedade dos padres dominicanos de Fátima, começaram a ser feitas em 2013. Quatro anos mais tarde a “livraria buscou interessados em trespasse ou na transferência de quotas”, explicou o Frei Carlos Almeida, mas sem sucesso.

“Sem interessados e com uma renda a rondar os 1000 euros”, segundo o responsável pelo encerramento do espaço, em 2019 “injetámos algum dinheiro de modo a assegurar a renda, os vencimentos e as indemnizações das três funcionárias”.

No dia 29 de maio, através do Facebook, surgiu a confirmação do encerramento. “Estimados clientes e amigos é com muita tristeza e mágoa, que informo que a livraria verdade e Vida vai encerrar ao fim de 57 anos.”

Assim, nos próximos meses, a missão do Frei José Carlos Almeida passará por “receber os livros que se encontram à consignação, atualizar e fechar a contabilidade e assegurar o pagamento das indemnizações às funcionárias”.

FARMÁCIAS DE SERVIÇO EM LEIRIA

POPULARES