Ligue-se a nós

Cinema

Mais uma aposta vencedora da Netflix – Passing

“Em Passing, como na vida, ninguém é exatamente o que demonstra, seja numa festa com amigos, para agradar um cônjuge ou para ir ao encontro de uma imagem fantasiada de si próprio”. 

Publicado

em

Foto: Filme Passing / DR

Título: Passing
Realizador: Rebecca Hall 
Ano: 2021 
Classificação Notícias de Leiria: 8/10 brisas do lis 

Irene “Rene” (Tessa Thompson) e Clare (Ruth Negga) são duas mulheres afro-americanas, amigas de longa data, que perderam o contacto. Por coincidência voltam a encontrar-se e Irene apercebe-se, quase imediatamente, que Clare se faz passar por uma mulher branca para conseguir uma vida mais confortável, chegando mesmo a casar com um homem racista. À medida que se vão reaproximando, cresce a tensão entre elas, culminando num desfecho imprevisível. 

Apesar de ter alcançado os seus objetivos com sucesso, Clare sente falta das suas raízes e do contato com as pessoas da sua comunidade. Já Rene julga manifestamente a amiga pelas suas escolhas e por se fazer passar por algo que não é. No entanto, Rene não é completamente transparente, mantendo uma fachada do que se espera dela. Em Passing, como na vida, ninguém é exatamente o que demonstra, seja numa festa com amigos, para agradar um cônjuge ou para ir ao encontro de uma imagem fantasiada de si próprio. 

A longa-metragem da Netflix deixa no ar alguma ambiguidade sobre a natureza da ligação entre as duas amigas. Indícios levantam a possibilidade de ir para além da amizade, o que implicaria uma camada extra de camuflagem para complementar o enredo e seria uma justificação válida para ressentimentos e ciúmes de Rene em relação a Clare. 

Passing é uma produção a preto e branco, com ângulos e enquadramentos muito interessantes e interpretações maravilhosas de Tessa Thompson e Ruth Negga. Este é o filme de estreia de Rebecca Hall que, para além de realizar, também escreveu o argumento com base no romance de Nella Larsen.

FARMÁCIAS DE SERVIÇO EM LEIRIA

POPULARES