Ligue-se a nós

Sociedade

Mata do Bombarral vai ter estação de estudos de borboletas noturnas

Através deste trabalho, a Mata Municipal do Bombarral passará a integrar a rede nacional de locais que fazem estudo de borboletas noturnas.

Publicado

em

Por

Ornitólogo bombarralense Hélder Cardoso, coordenador do projeto da Rede de Estações de Borboletas Noturnas
Foto: Ornitólogo bombarralense Hélder Cardoso, coordenador do projeto da Rede de Estações de Borboletas Noturnas / Município do Bombarral

O Município do Bombarral anunciou esta quarta-feira o início de um projeto de investigação e divulgação ambiental na Mata Municipal do Bombarral com a inventariação das borboletas noturnas que ocorrem neste espaço natural.

De acordo com o Município, a ação vai ser dinamizada pelo ornitólogo bombarralense Hélder Cardoso, coordenador do projeto da Rede de Estações de Borboletas Noturnas, à qual a Mata Municipal vai igualmente passar a pertencer.

Segundo o especialista, “as borboletas noturnas são um grupo de insetos ainda relativamente mal conhecido e existe uma grande margem para a descoberta de novas espécies, tanto para Portugal como para a ciência”.

Em Portugal, até final de 2019, estão descritas 2.712 espécies de borboletas. Deste número 95% das espécies (2.575) são consideradas borboletas noturnas e apenas 5% (137) diurnas.

As borboletas desempenham um papel fundamental no equilíbrio dos ecossistemas, onde muitas vezes representam a base da alimentação de muitas outras espécies. Assumem também funções muito importantes enquanto polinizadores e têm uma íntima relação com a diversidade vegetal, da qual dependem.

Esta relação estreita com a estrutura da vegetação faz com que sejam um excelente “barómetro” da qualidade dos habitats, podendo ser feita a correlação entre o estabelecimento de espécies vegetais e a colonização das borboletas em determinadas áreas.

Para realizar o estudo e inventário das borboletas noturnas, faz saber a autarquia bombarralense, um dos melhores métodos é o recurso a uma armadilha luminosa não letal, sendo que quando é colocada no mesmo local e de forma sistemática, torna-se uma boa ferramenta para compreender dinâmicas populacionais das espécies.

De forma a estudar e inventariar as espécies que ocorrem na Mata Municipal, será feita amostragem regular ao longo do ano, sendo os dados obtidos publicados de forma regular.

FARMÁCIAS DE SERVIÇO EM LEIRIA

POPULARES