Ligue-se a nós

Sociedade

Município de Leiria lança 32 medidas de prevenção e combate à seca

O Plano reúne 32 ações de prevenção ao gasto e consumo excessivo de água e de combate à atual situação de seca que o país enfrenta.

Publicado

em

Por

garrafa a deitar água
Foto: Garrafa de água / Pixabay

O presidente da Câmara Municipal de Leiria, Gonçalo Lopes, anunciou esta terça-feira, na reunião do Executivo, o Plano Municipal de Gestão da Água para 2022.

Trata-se de um documento que reúne 32 ações de prevenção ao gasto e consumo excessivo de água e de combate à atual situação de seca que o país enfrenta.

Das medidas apresentadas, destaca-se a elaboração de um Plano de Prevenção, Monitorização e Contingência para Situações de Seca, a avaliação, de forma contínua e rigorosa, as disponibilidades hídricas existentes e o acompanhamento e controlo da qualidade ambiental do concelho, através de ações de fiscalização preventiva e de inspeção de captações ilegais.

Perante uma eventual situação de falta de água, os agricultores serão chamados a participar nas decisões de mudança na programação da distribuição, devendo os bombeiros utilizar fontes alternativas para as missões de proteção e socorro, como seja o combate a incêndios, bem como recorrer aos locais a inventariar para uso de recurso a ações de proteção civil.

Competirá aos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento monitorizar e controlar as perdas de água e emitir de forma periódica recomendações sobre boas práticas.

Plano Municipal de Gestão da Água para 2022:

Prevenção

  1. Elaborar o Plano de Prevenção, Monitorização e Contingência para Situações de Seca;
  2. Elaborar relatórios de monitorização mensais, podendo a frequência ser aumentada em caso de contingência;
  3. Avaliar, de forma contínua e rigorosa, as disponibilidades hídricas existentes;
  4. Realizar e/ou atualizar um inventário dos recursos disponíveis no espaço concelhio que poderão ser mobilizáveis em caso de agravamento da situação (cisternas fixas ou móveis, autotanques da autarquia, de corporações de bombeiros ou de entidades privadas);
  5. Acompanhar e controlar a qualidade ambiental do Concelho, através de ações de fiscalização
    preventiva e inspeção de captações ilegais;
  6. Elaboração e disponibilização de Mapas de Risco de zonas vulneráveis de água.

    Sensibilização
  7. Lançar uma campanha de sensibilização para a poupança e uso eficiente de água, com o envolvimento de vários órgãos de Comunicação Social regionais, Juntas de Freguesia, líderes de opinião, com a instalação de outdoors e mupis e folhetos anexos à faturação mensal da água;
  8. Implementar ações de sensibilização junto dos estabelecimentos de ensino, ginásios, clubes
    desportivos, coletividades/associações, comércio, restauração e hotelaria, de forma a sensibilizar para a urgência de uma efetiva poupança da água, tendo em vista uma alteração sustentada dos hábitos de uso e consumo de água no Concelho;
  9. Desenvolver ações informativas e de sensibilização – seminários, conferências, workshops -, associados à problemática da seca e da escassez de água, direcionados a públicos-alvo distintos;
  10. Desenvolver um sistema de alerta, ágil e simples, para identificação de fugas na rede de abastecimento de água, através do envolvimento e da colaboração da comunidade na comunicação de ocorrências; Fomentar programas de educação para um consumo mais consciente da água pelos munícipes.
  11. Fomentar programas de educação para um consumo mais consciente da água pelos munícipes.

    Espaços Verdes
  12. Utilizar fontes alternativas de água para rega de espaços verdes, como águas pluviais ou residuais tratadas;
  13. Instalar e gerir equipamentos/tecnologias associados à rega que promovam o aumento da eficiência e da sustentabilidade das práticas agrícolas, como a recolha de dados meteorológicos, sonda de humidade dos solos, hardware e software de gestão da rega;
  14. Adotar boas práticas de rega (por exemplo, programação da rega para período noturno, sistema de rega inteligente…)

    Espaço Público
  15. Interditar temporariamente o uso de água da rede para usos não potáveis;
  16. Evitar a lavagem de ruas com recurso a água potável;
  17. Avaliar a possibilidade de redução de pressão da água em alguns locais do município;
  18. Analisar a possibilidade de construção de reservas de água para evitar situações futuras de rutura;
  19. Garantir uma utilização sustentável da água através do licenciamento, nomeadamente em zonas de escassez hídrica.

    Setor Agrícola
  20. Realizar ações de sensibilização para redução de consumos desnecessários, dirigidas aos agricultores;
  21. Envolver os agricultores nas decisões de mudança na programação da distribuição de água, face à possível situação de escassez de água;

    Proteção Civil
  22. Utilizar fontes alternativas de água para as missões de proteção e socorro, como águas pluviais ou residuais tratadas, nomeadamente para o combate a incêndios;
  23. Adequar as intervenções que requeiram a utilização de água enquanto agente extintor de forma a garantir uma gestão eficiente deste recurso, nomeadamente na intervenção em incêndios rurais;
  24. Assegurar disponibilidade de veículos de transporte de água para abastecimento às populações, através dos Corpos de Bombeiros e demais entidades identificadas em sede de planeamento de emergência; Apoiar nas ações de sensibilização, monitorização e educação no âmbito da gestão racional e eficiente da água;
  25. Criar uma dinâmica de comunicação periódica e eficiente entre o SMPC e os SMAS Leiria para
    monitorização dos níveis no Concelho, em especial durante o período critico e na rede de
    abastecimento;
  26. Inventariar os locais alternativos nas freguesias do Concelho, para uso de recurso a ações de proteção civil em conjunto com as Juntas de Freguesia.
  27. Emitir de forma periódica recomendações sobre boas práticas e conselhos para racionalizar consumos e poupar água;

    Serviços Municipalizados de Água e Saneamento
  28. Emitir de forma periódica recomendações sobre boas práticas e conselhos para racionalizar consumos e poupar água;
  29. Monitorização e controlo das perdas de água na rede de abastecimento:
    i. Alargamento do sistema de telemetria com 5000 novos contadores inteligentes em 2022;
    ii. Investimento de 150.000€ em pesquisa ativa de fugas no concelho de Leiria (auscultação da
    rede, deteção e reparação das avarias) em 2022;
    iii. Conclusão da construção das novas Zonas de Medição e Controlo e Válvulas Redutoras de
    Pressão para controlo da rede e de pressões no primeiro semestre de 2022;
    iv. Combate ao uso indevido, através da intensificação da fiscalização e das penalizações por usos indevidos da água da rede pública, durante os meses de fevereiro e março;
    v. Não autorização do serviço de abastecimento de água para fins diferentes do consumo
    humano, enquanto se mantiver a situação de seca;
  30. Identificação de fontes alternativas de abastecimento e reaproveitamento de água para usos
    domésticos e não domésticos sob gestão dos SMAS;
  31. Avaliação continuada e rigorosa das disponibilidades hídricas existentes sob gestão dos SMAS
    (captações);
  32. Articulação dos SMAS de Leiria com as entidades de venda de água em alta ao concelho e os corpos de bombeiros com o objetivo de delinear a implementação de uma estratégia de abastecimento alternativo.

FARMÁCIAS DE SERVIÇO EM LEIRIA

POPULARES