Ligue-se a nós

Sociedade

Pombal tem 92 casos positivos de covid-19 em lares

Os casos positivos incluem utentes e auxiliares diretos e também enfermeiros e médicos, afirmou a vereadora Ana Cabral.

Publicado

em

Por

Idosos
Foto: Lar de idosos / Pixabay

O concelho de Pombal regista esta sexta-feira 92 casos positivos de covid-19 em lares, entre utentes e funcionários, anunciou a vereadora com o pelouro do Desenvolvimento Social, Ana Cabral.

“No total de casos que tenho conhecimento agora, temos 92 casos positivos em lares, utentes e auxiliares diretos e também enfermeiros e até médicos”, afirmou Ana Cabral, numa conferência de imprensa sobre a situação epidemiológica do concelho, que passou a integrar a lista dos municípios de risco muito elevado de contágio pelo novo coronavírus (entre 480 e 960 casos por 100 mil habitantes).

A vereadora, que enumerou um conjunto de estruturas para idosos que estão a ser monitorizadas na sequência de terem sido registados casos de covid-19, adiantou que na questão do reforço dos recursos humanos o município de Pombal está “em articulação sempre com a Segurança Social”.

“Todos os recursos humanos do município que estão a entrar nos lares são todos testados, não entram sem teste negativo”, assegurou ainda.

Segundo o último boletim da Comissão Distrital de Proteção Civil de Leiria, divulgado às 00:31 de hoje, o concelho de Pombal regista desde o início da pandemia, em março do ano passado, 1.123 casos do novo coronavírus, mantendo-se 222 ativos.

No mesmo período, recuperaram da doença 868 pessoas, havendo ainda 33 óbitos.

Na mesma conferência de imprensa, o presidente da câmara, Diogo Mateus, referiu o regresso do concelho à lista de municípios em risco muito elevado, considerando que os dados de que dispunha na quinta-feira (222 casos ativos) “em nenhuma circunstância” remeteriam Pombal para aquele estatuto.

“O que significa que continuará a haver (…) uma atualização de dados que não terão sido introduzidos no tempo respetivo, o que cria aqui um enorme desfasamento entre a realidade vivida e aquilo que são os dados reportados”, afirmou.

POPULARES