Ligue-se a nós

Desporto

Portugal vence Cazaquistão em jogo a contar para a qualificação para o Mundial

Esta terça-feira, às 19h30, a seleção portuguesa de futebol de praia vai defrontar a Turquia.

Publicado

em

Por

Seleção Portuguesa Praia
Foto: Seleção portuguesa vence Cazaquistão, na Nazaré / Facebook Nazare Beach Events

A seleção portuguesa de futebol de praia iniciou esta segunda-feira da melhor forma a qualificação para o Campeonato do Mundo da modalidade, com um triunfo por 7-3 diante do Cazaquistão, na primeira jornada do Grupo A.

Rui Coimbra foi o destaque da partida ao anotar um ‘hat-trick’, aos 04, 16 e 25 minutos, que, aliados aos golos de Bê Martins (09), Von (22), Léo Martins (29) e Rúben Brilhante (34), oferecendo a vitória a Portugal, contra os tentos de Igor Demeshko (06 e 29) e Dmitriy Perevyortov (16), do lado do Cazaquistão, que até deu uma boa réplica.

Portugal figura na liderança do agrupamento, com três pontos, igualado com a Ucrânia, que hoje venceu a Turquia, por 7-5, enquanto cazaques e turcos, adversários da equipa das ‘quinas’ na terça-feira, às 19:30, seguem no último lugar, sem pontos.

No Estádio do Viveiro – Jordan Santos, na Nazaré, a equipa das ‘quinas’ chegou à vantagem após quatro minutos de jogo, por Rui Coimbra, que, com tempo e espaço, fez a bola sobrevoar o guarda-redes contrário e entrar no ângulo superior da baliza.

O Cazaquistão empatou aos seis minutos, por Igor Demeshko, que surpreendeu o adiantado Elinton Andrade com um pontapé acrobático, mas Portugal voltou a liderar antes da primeira pausa, aos nove, graças a um movimento de rotação de Bê Martins.

O conjunto orientado pelo selecionador Mário Narciso foi colocado em sentido num par de oportunidades flagrantes desperdiçadas pelos cazaques, mas conseguiu ampliar a vantagem aos 16, com um forte disparo de Rui Coimbra em zona frontal, embora o Cazaquistão, logo na reposição de bola, tenha respondido, por Dmitriy Perevyortov.

Apesar da vantagem lusa, não estava fácil ‘fugir’ no marcador, mas um golo de Von, a dominar com o peito e a atirar de pontapé de bicicleta, a dois minutos do final do segundo período, acabou por tranquilizar um pouco mais a equipa para a última parte.

Nos primeiros segundos do parcial decisivo, Rui Coimbra concluiu o ‘hat-trick’ ao aproveitar uma recarga e, aos 29, outra ‘bicicleta’, desta vez de Léo Martins, fez ‘disparar’ Portugal na frente, mesmo com nova resposta imediata da ‘turma’ cazaque.

Uma nova regra introduzida recentemente no futebol de praia proíbe os guarda-redes de ultrapassarem os quatro segundos com a bola na sua posse, no meio-campo defensivo, mas Pedro Mano ‘quebrou’ essa lei e ‘ofereceu’ uma bola parada a Igor Demeshko, que marcou pela segunda vez no encontro e reabriu um pouco as contas.

No entanto, foi Rúben Brilhante a sentenciar a partida, ao apontar o 7-3 final aos 34 minutos, após uma recuperação de bola em zona vantajosa do terreno e a atirar forte de pé esquerdo, com poucas hipóteses para o guarda-redes do Cazaquistão.

FARMÁCIAS DE SERVIÇO EM LEIRIA

POPULARES