Ligue-se a nós

Sociedade

Presidente da Câmara de Leiria defende fecho das escolas

No concelho de Leiria, das 668 turmas 31 estão em casa.

Publicado

em

Por

Perfil de Gonçalo Lopes
Foto: Presidente da Câmara de Leiria, Gonçalo Lopes / Facebook Gonçalo Lopes

O presidente da Câmara de Leiria, Gonçalo Lopes, defendeu esta quarta-feira o encerramento das escolas do concelho, onde 10,4% dos alunos estão em casa, na sequência da pandemia de covid-19.

“Cada dia que passa é um dia de atraso na necessidade do seu encerramento”, afirmou à agência Lusa Gonçalo Lopes, também presidente da Comunidade Intermunicipal da Região de Leiria.

Segundo dados de hoje do município, 1.456 alunos ficaram em casa de um total de 14.060. Das 668 turmas do concelho, 31 estão em casa.

O presidente da Câmara salientou que estes são indicadores “muito significativos de como a comunidade escolar nesta fase já tem muita gente em casa e que, por isso, é urgente tomar medidas relativamente ao encerramento das escolas”.

“Cada dia que passa é um sinal de fraqueza e de insegurança que se transmite à população portuguesa, em especial aos pais que assistem, diariamente, a um crescimento de preocupação em relação à saúde dos filhos e que reparam que é necessário interromper esta escalada de números assustadora e fazer um recolhimento efetivo”, adiantou o autarca socialista.

Esta quarta-feira à noite, a Agência Lusa avançou que o Governo vai decidir hoje, em Conselho de Ministros, o encerramento de todos os estabelecimentos de ensino, do Básico ao Superior, com efeitos a partir de sexta-feira.

Com esta medida, o objetivo principal do Governo, “é isolar todo o sistema escolar”, já que, “não havendo aulas, evita-se que as pessoas sejam forçadas a sair de casa”.

Os pormenores das medidas de agravamento do confinamento geral serão comunicados hoje no final da reunião do Conselho de Ministros.

FARMÁCIAS DE SERVIÇO EM LEIRIA

POPULARES