Ligue-se a nós

Sociedade

Prisão preventiva para filho que maltratou mãe em Leiria

A vítima tem 76 anos de idade e sofre de debilidades físicas e mentais.

Publicado

em

Por

Pessoa esmagada no chão
Ilustração: Juan Abalos / Facebook Es tuya juan - Aerografìa

O juiz de Instrução Criminal do Tribunal de Leiria decretou a prisão preventiva a um homem suspeito de ter maltratado a mãe, anunciou esta terça-feira, na sua página, a Procuradoria da República da Comarca de Leiria.

Segundo a informação da referida página, o Ministério Público (MP) apresentou a primeiro interrogatório judicial, esta terça-feira um homem de 52 anos, detido por suspeita da prática do crime de violência doméstica agravado.

O juiz de Instrução Criminal, em consonância com o promovido pelo MP, determinou que o arguido aguardasse o desenrolar do processo sujeito às medidas de coação de prisão preventiva e de proibição de contactos com a vítima.

Para o Tribunal, o arguido encontra-se “fortemente indiciado” de ter molestado “física, verbal e psicologicamente” a vítima, sua mãe, na residência desta, onde ambos coabitavam, no concelho de Leiria, no período compreendido entre outubro de 2021 e 29 de janeiro de 2022.

Nesse contexto, o arguido “insultou e humilhou a vítima, dirigindo-lhe expressões e nomes ofensivos, ameaçou-a de morte e atirou objetos na sua direção, atingindo-a no seu corpo, com o propósito de a ofender e maltratar física e psiquicamente, de modo a atingir o seu bem-estar, a sua tranquilidade, honra e dignidade pessoais”, refere o MP.

A vítima tem 76 anos de idade e padece de debilidades físicas e mentais.

A investigação é dirigida pelo Ministério Público da Subsecção Especializada em Violência Doméstica do Departamento de Investigação e Ação Penal da Comarca de Leiria, com a coadjuvação do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) do Comando Territorial de Leiria da GNR.

FARMÁCIAS DE SERVIÇO EM LEIRIA

POPULARES