Ligue-se a nós

Sociedade

PSD Batalha questiona origem do dinheiro da campanha de Raul Castro

“Batalha é de Todos – Movimento Independente”, liderado por Raul Castro tem um orçamento de 91 mil euros para a campanha autárquica.

Publicado

em

Por

Batalha
Foto: Batalha / Município da Batalha

A concelhia do PSD da Batalha desafiou esta quarta-feira o Movimento “Batalha é de Todos”, liderado por Raul Castro, a divulgar a origem dos donativos para a campanha autárquica.

Para o PSD Batalha, que concorre com o atual presidente da Batalha Paulo Batista Santos, “a candidatura do PSD tem um orçamento de 44 mil euros, cerca de 3,14 euros por eleitor, menos de metade da campanha de Raul Castro, e recorre exclusivamente à subvenção pública a que tem direito tendo em conta os resultados das eleições de 2017”.

Além das três sondagens mandadas realizar pelo Movimento “Batalha é de Todos”, a concelhia do PSD da Batalha aponta ainda a festa de encerramento da campanha. “Ainda agora anunciou uma festa de encerramento da campanha, com uma artista que obviamente é paga, e bem paga!”, lê-se no comunicado dos sociais democratas.

“Uma candidatura que evoca constantemente princípios éticos tem que ser escrutinada e deixar-se escrutinar. Os batalhenses têm o direito de saber quem paga a campanha de Raul Castro, para poderem votar em consciência”, considera o PSD da Batalha.

O Notícias de Leiria questionou o Movimento “Batalha é de Todos” mas até ao momento não recebeu resposta.

A nível nacional, os movimentos independentes com os maiores orçamentos são encabeçados por “Rui Moreira: Aqui Há Porto”, prevendo gastar 316 mil euros, “Isaltino Inovar Oeiras” com despesas de 285 mil euros, seguindo-se o movimento “Elisa Ferraz – Nós Avançamos Unidos”, em Vila do Conde (Porto), com 125 mil euros, seguido de “Batalha é de Todos – Movimento Independente”, com cerca de 91 mil euros.

FARMÁCIAS DE SERVIÇO EM LEIRIA

POPULARES