Ligue-se a nós

Cinema

The Operative – Agente Infiltrada – Uma espia no Irão

“Apesar de se tornar um pouco aborrecido devido ao ritmo lento e de o final em aberto desiludir muitos espetadores, vale a pena pela perspetiva feminina”.

Publicado

em

The Operative
Foto: The Operative / Facebook The Operative

Título: The Operative – Agente Infiltrada
Realizador: Yuval Adler
Ano: 2019
Classificação Notícias de Leiria: 6 brisas do lis
(Legenda: 0 brisas – fraquinho / 10 brisas – imperdível)

 

Rachel (Diane Kruger) é professora de línguas no Irão. Ou melhor, este é o seu disfarce enquanto agente secreta da Mossad. Uma das suas maiores missões é aproximar-se de Farhad (Cas Anvar), líder de uma empresa na área das tecnologias com interesse para a causa, por quem acaba por se apaixonar. Com Thomas (Martin Freeman) como facilitador e amigo, Rachel vai quebrando as regras do serviço secreto que a contratou, mas que sempre a considerou uma estrangeira e não parte integrante da família judaica.

A narrativa é exposta em duas linhas temporais que se juntam no final, evidenciando as dificuldades singulares de se ser mulher num ramo de atividade muito característico, exclusivo e perigoso. Da gravidez indesejada ao abuso sexual, a longa-metragem aborda temas que raramente são incluídos em filmes de ação e de espiões, quando o protagonista é masculino. Em The Operative – Agente Infiltrada, vamos viajando com Rachel por paisagens espetaculares e pela sociedade iraniana contemporânea, enquanto ela se envolve cada vez mais nas tarefas que tem de cumprir e ultrapassa todos os seus limites morais.

Apesar de se tornar um pouco aborrecido devido ao ritmo lento e de o final em aberto desiludir muitos espetadores, vale a pena pela perspetiva feminina e, também, pela visão não tradicional sobre o Irão (provavelmente mais realista do que a que nos é apresentada com maior frequência).

Veja aqui o trailer:

FARMÁCIAS DE SERVIÇO EM LEIRIA

POPULARES