Ligue-se a nós

Sociedade

Trabalhadores da Sumol/Compal de Pombal em greve na próxima semana

Os trabalhadores reivindicam a passagem para as 35 horas semanais e o aumento do período de férias para os 25 dias.

Publicado

em

Por

Foto: Edifício Sumol+Compal / DR

Os trabalhadores da Sumol/Compal de Pombal vão, na próxima semana, fazer uma greve para exigir aumento dos salários, redução do horário de trabalho semanal e mais dias de férias.

A greve tem início às 23:30 de terça-feira e termina às 08:00 de quinta-feira, disse à agência Lusa Mariana Rocha, dirigente do Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura e das Indústrias de Alimentação, Bebidas e Tabaco de Portugal.

“Atualmente, a maioria dos 60 a 70 trabalhadores de Pombal recebem o salário mínimo, que consideram ser muito baixo, e apresentaram proposta de negociação à empresa de um aumento de 90 euros para todos”, contou.

A carta reivindicativa inclui também a exigência de passagem de 40 para 35 horas semanais de trabalho e o aumento do período de férias de 22 para 25 dias.

“Há contratos que têm a majoração das férias, ou seja, o trabalhador que não falte ao longo do ano tem mais três dias. O que os trabalhadores pretendem é que isso deixe de ser uma condição e passem a ter 25 dias independentemente de faltarem, ou não, ao serviço durante o ano”, explicou Mariana Rocha.

A dirigente sindical contou que, entretanto, a empresa convocou os trabalhadores “para uma reunião no dia 28 ou no dia 30”.

“Aguardamos que a empresa seja célere e nos possa propor uma reunião antes do dia da greve”, afirmou, acrescentando que o pré-aviso só será retirado caso “da reunião saiam resultados que os trabalhadores aceitem”.

FARMÁCIAS DE SERVIÇO EM LEIRIA

POPULARES