Ligue-se a nós

Sociedade

Vice-reitor do Santuário de Fátima pede dispensa do sacerdócio

No final de janeiro, o padre Vítor Coutinho, de 55 anos de idade, tinha sido dispensado, a seu pedido, dos serviços no Santuário de Fátima.

Publicado

em

Por

Santuário de Fátima
Foto: Facebook Santuário de Fátima

O padre Vítor Coutinho, de Leiria-Fátima, pediu “dispensa das obrigações do estado clerical e do celibato”, informa a diocese, num comunicado assinado pelo cardeal D. António Marto.

De acordo com o Código Direito Canónico, o sacerdote endereçou o seu pedido ao Papa, numa carta com data de 16 de março, “de modo a obter o rescrito previsto no cân. 290, 3.º e no cân. 291” para as dispensas solicitadas, não se tratando de uma pena de demissão.

António Marto, bispo de Leiria-Fátima, publicou um decreto, a 19 de março, em que determina a “suspensão ad cautelam” de todo o exercício do ministério sacerdotal, salvo o prescrito no cân. 976 – relativo à Confissão de “quaisquer penitentes que se encontrem em perigo de morte”.

No final de janeiro, o padre Vítor Coutinho, de 55 anos de idade, tinha sido dispensado, a seu pedido, “dos serviços no Santuário de Fátima e na Fundação Francisco e Jacinta Marto”, sendo-lhe então concedido um “tempo sabático”.

Ordenado em 1991, Vítor Coutinho é doutorado em Teologia. Em novembro de 2014, o então chefe de gabinete do bispo de Leiria-Fátima foi nomeado para o cargo de vice-reitor do Santuário de Fátima.

Segundo o Direito Canónico, a ordenação, uma vez recebida validamente, nunca se anula, mas um clérigo pode pedir a dispensa do estado clerical e da obrigação do celibato.

FARMÁCIAS DE SERVIÇO EM LEIRIA

POPULARES